ACENDE A LUZ

(do livro “Servidores no Além”, Francisco Cândido Xavier)

 


Ao longo do caminho em que jornadeias para diante,
encontrarás a treva a cercar-te em todos os flancos.
Trevas da ignorância em forma de incompreensão,
nevoeiros de ódio em forma de desespero,
neblinas de impaciência em forma de lágrimas
e sombras de loucura em forma de tentações sinistras.
 

 

Acende, porém, a luz da oração e caminha.
A prece é claridade que te auxiliará
a ver a amargura das vítimas do mal,
as feridas dos que te ofendem sem perceber,
as mágoas dos que te perseguem
e a infelicidade dos que te caluniam.
 


Ora e segue, adiante.
O horizonte é sempre mais nobre
e a estrada sempre mais sublime,
desde que a oração permaneça em tua alma
em forma de confiança e de luz.