Divaldo Pereira Franco

Nasceu em cinco de maio de 1927, em Feira de Santana, Bahia, onde cursou a Escola Normal Rural, sem passar pelo ginásio. Trabalhou como escriturário no IPASE, em Salvador. Seu curriculum vitae é fundamental e superado todo dia, pois revela que ele é um educador com mais de 600 filhos e 200 netos, atendendo atualmente 3.000 crianças  carentes por dia;   um  orador com mais de

 7.500 conferências, em mais de 1.100 entrevistas de rádio e TV, em mais de 450 emissoras, tendo recebido mais de 400 homenagens, de Instituições Culturais, sociais, religiosas e políticas. Como médium, publicou mais de 145 obras, com cerca de 4 milhões de exemplares. Já foi traduzido para mais de 14 idiomas. Sem dúvida, trata-se de um homem que tem passado a vida trabalhando para a educação integral da humanidade.
O Educador
     Desde jovem, teve vontade de cuidar de crianças. Em 1952 fundou a Mansão do Caminho, Instituição destinada a acolher órfãos, sob o regime familiar. Em 1956 iniciou a construção de Casas-Lares para dar início ao método pioneiro no Brasil dos Lares Substitutos. Em 25 Casa-Lares educou mais de 600 filhos, hoje emancipados, a maioria com família constituída e a própria profissão, no magistério, contabilidade, serviços adminstrativos e até na medicina. Divaldo tem mais de 200 netos.
Na década de 60, iniciou a construção de escolas, oficinas profissionalizantes e atendimento médico. Hoje a Mansão do Caminho é um admirável complexo educacional que atende a 3.000 crianças e jovens carentes, à Rua Jayme Vieira Lima, 01-Pau da Lima, um dos bairros periféricos mais carentes de Salvador; tem 83.000 m2 e 43 edificações.
Seqüência educacional
      Atendimento às gestantes com doação de 850 enxovais/ano, creche com 150 bebês, jardim da infância com 350 crianças, três escolas de 1º grau com 1.400 jovens e atendimento de 50 meninos que viviam na rua, oficinas e cursos profissionalizantes (sapataria, gráfica, padaria, artesanato, tapeçaria, datilografia, mecânica e auxiliar de enfermagem).Como infra-estrutura há um posto Médico-Odontológico que atende a 30 mil pacientes por ano, um Laboratório de Análises Clínicas, 3 Bibliotecas e um museu. A obra basicamente é mantida com a venda de livros mediúnicos e das fitas gravadas nas palestras.
O orador
     Começou a realizar palestras no dia 27 de março de 1947, difundindo a Doutrina Espírita, codificada por Allan Kardec e hoje apresenta uma histórica e recordista trajetória de orador no Brasil e no exterior, sempre atraindo multidões, com sua palavra inspirada e esclarecedora, acerca de diferentes temas sobre os problemas humanos e Espiritualidade. Há vários anos, viaja em média 230 dias por ano, realizando palestras e também seminários no Brasil e no Mundo. Em levantamento preliminar, sua atuação é a seguinte:
Brasil - Já esteve em mais de 800 cidades, onde realizou mais de 5.500 palestras, concedeu mais de 970 entrevistas de rádio e TV, em cerca de 300 emissoras e retransmissoras, tendo recebido cerca de 200 homenagens da maioria dos Estados do país, possuindo 68 títulos de cidadania honorária de vários estados e municípios brasileiros, concedidos por unanimidade de votos. Já falou em várias universidades e nos principais teatros e auditórios do país.
      Américas - Esteve em 18 países, em mais de 110 cidades, onde realizou mais de 800 palestras, concedeu mais de 180 entrevistas de rádio e TV para cerca de 113 emissoras, inclusive por 3 vezes na Voz da América, a maior cadeia de rádio do continente. Recebeu cerca de 50 homenagens de vários países, destacando-se o título Doutor Honoris Causa, em Humanidades, da Universidade de Concórdia, Montreal, no Canadá em 1991. Por 3 vezes fez palestras na ONU, no departamento de Washington e fez conferências em mais de 12 Universidades do Continente.
Europa - Esteve em mais de 20 países, em mais de 86 cidades, onde realizou mais de 400 palestras, concedeu mais de 60 entrevistas de rádio e TV para cerca de 40 emissoras, tendo recebido homenagens de vários países; fez conferências em cerca de 10 Universidades européias e, por duas vezes, na ONU, departamento de Viena.
África - Esteve em mais de 5 países, em 25 cidades, realizando mais de 150 palestras, concedeu mais de 12 entrevistas de rádio e TV, em 11 emissoras; recebeu 4 homenagens.
Ásia - Já visitou mais de 5 países, em 10 cidades, realizando mais de 12 palestras.
O médium
     Desde jovem apresentou diversas faculdades mediúnicas, de efeitos físicos e intelectuais. Destaca-se a psicografia, que representa um fenômeno editorial, pois em mais de 30 anos psicografando, já publicou mais de 150 títulos, com mais de 3,5 milhões de exemplares, onde se apresentaram mais de 211 Autores Espirituais, muitos deles ocupando lugar de destaque na literatura, no pensamento e na religiosidade universal; dessas obras, houve mais de 84 versões para mais de 14 idiomas (alemão, espanhol, esperanto, francês, inglês, italiano, polonês, tcheco, braile, húngaro, albanês, turco, português, sueco e dinamarquês. Também psicografou livros originalmente em espanhol.
     Os livros possuem uma grande variedade de estilos literários, como: prosas, crônicas, contos, ensaios, romances, narrações etc., abrangendo temas filosóficos, doutrinários, históricos, infantis, sociológicos, psicológicos e psiquiátricos.
Esse homem é um ser integral, de convivência singular, de conversa agradável, simples e alegre. Sempre de bom humor e com palavras confortadoras.
      Para Divaldo Pereira Franco, um dos mais belos exemplos de mediunidade a serviço de Jesus, a paz é um estado de consciência resultante da interiorização espiritual, aliada a uma ação dinâmica a serviço do próximo, onde se é possível assumir a condição de cooperador na obra de regeneração humana iniciada pelo Cristo.

Fonte: site da "Mansão do Caminho"